Diagnóstico por Imagem

Conheça a Biópsia da Mama Guiada por Mamografia

Saiba Como é Realizada a Biopsia da Mama Guiada Por Mamografia

mamografia é capaz detectar pequenos nódulos ou anormalidades na mama. No entanto, nem sempre é possível distinguir se esses nódulos na imagem mamográfica tem um crescimento benigno ou canceroso. Sendo necessário realizar uma biópsia.

Uma biópsia de mama é realizada para remover algumas células cirurgicamente ou através de um procedimento menos invasivo que envolve uma agulha oca de uma área suspeita na mama e depois essas células são examinadas em um microscópio para determinar um diagnóstico.

A biópsia guiada por imagem não é projetada para remover a lesão inteira, mas a maioria de uma lesão muito pequena pode ser removida no processo de biópsia.

A biópsia guiada por imagem é interpretada por recolha de amostras de uma anormalidade sob alguma forma de orientação tais como ultra-som, ressonância magnética ou mamografia.

Na biópsia de mama, é usado o aparelho de mamografia para ajudar a guiar os instrumentos do médico para o local de crescimento anormal de nódulos.

Indicações para a Biópsia da Mama Guida por Mamografia

Uma biópsia de mama é executada quando uma mamografia mostra uma anormalidade da mama, tais como:

  • Massa sólida suspeita
  • Microcalcificações
  • Distorção na estrutura do tecido mamário
  • Área de mudança do tecido anormal
  • Nova massa ou área de depósitos de cálcio presente em um tecido de cirurgia anterior.

A biópsia da mama seguida por mamografia também é realizada quando o médico prefere um método não-cirúrgico de avaliar uma anormalidade da mama.

Realização do Procedimento

O procedimento é realizado com alguns instrumentos cirúrgicos e com o aparelho de mamografia. Em alguns locais, o procedimento é realizado com o paciente sentado em uma cadeira e em outros com o paciente sob uma mesa de exame especial.

Um dos instrumentos utilizados no procedimento é o dispositivo para biópsia vácuo-assistida. O dispositivo é um instrumento que usa uma pressão do vácuo para puxar o tecido para dentro da agulha. A agulha também chamada de agulha automática, acionada por mola, que consiste de uma agulha interna conectada a um recipiente raso, coberto por uma bainha e anexa a mecanismo de mola.

Também são utilizados outros instrumentos cirúrgicos, como seringas, esponjas, pinças, bisturis e microscópio de amostra.

A Mamografia aponta com precisão a localização exata de uma massa na mama, utilizando um computador em dois ângulos diferentes. Usando estas coordenadas de computador, o radiologista insere a agulha através da pele, avança para a lesão e remove as amostras de tecido.

O seio é comprimido e mantido em posição durante o procedimento. Um anestésico local é usado na mama. Uma pequena marcação é feita na pele onde a agulha de biópsia a ser inserida.

Em seguida, o radiologista insere a agulha e avança-o para o local da anomalia usando as imagens. As imagens são obtidas novamente para confirmar que a ponta da agulha está realmente no interior da lesão.

Com o dispositivo de vácuo, a pressão do vácuo é usada para puxar o tecido através da agulha para a câmara de amostragem. Sem retirar e voltar a introduzir a agulha, ela gira em posições e coleta amostras adicionais. Normalmente, 8 a 10 amostras de tecido são coletadas ao redor da lesão. Após a amostragem, a agulha será removida.

Um conjunto final de imagens são realizadas. Um pequeno marcador pode ser colocado no local da biopsia, para que ela possa ser localizada no futuro, se necessário.

Depois de concluída a biópsia, será aplicada pressão para parar o sangramento e a abertura na pele é coberta com um curativo. Sem necessidade de suturas.

Confira este vídeo da realização do procedimento:

Até a próxima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo