Medicina Nuclear

Como Funciona o Diagnóstico na Medicina Nuclear, Tudo Sobre MN

Entenda Como é Realizado o Diagnóstico Por Imagem na Medicina Nuclear

Medicina Nuclear (MN) é a modalidade na Radiologia que utiliza fontes com substancias radioativas (radionuclídeos) para a formação de diagnóstico por imagem e para tratamento de patologias. Estas fontes são administradas por via oral, inalatória, venosa ou subcutânea, as fontes são distribuídas para os órgãos a serem estudados.

As fontes são distribuídas para os órgãos diante da característica do elemento radioativo ou pela composição com outro elemento químico, formando um radiofármaco, este terá afinidade com determinados tecidos e assim sendo distribuído para outros órgãos.

Características dos Elementos na MN

Os elementos utilizados na Medicina Nuclear emitem a radiação gama e diminuem a sua energia pela metade (meia-vida) em fração de horas ou dias, o tempo em que os elementos ficam no corpo do paciente é reduzido também pela urina.

O Tecnécio 99m é o isótopo utilizado para marcação de muitos radiofármacos e diminui a sua energia de 140 keV pela metade (meia-vida) a cada 6 horas. A energia utilizada na MN para os exames de diagnóstico possuem doses de radiação iguais ou inferiores aos métodos que utilizam os Raios-X.

Como é Realizado o Exame

medicina nuclear
medicina nuclear

O radiofármaco é distribuído no corpo do paciente emitindo energia e, um equipamento denominado Câmara Cintilográfica (Cintilografia) realiza a leitura desta energia, esta leitura então é transformada em imagens para o diagnóstico.

Conforme é realizada a leitura da radiação nos órgãos são captadas baixas e altas energias, isto permite avaliar a função dos tecidos, diferente de outros métodos na radiologia, onde o diagnóstico é realizado pela a imagem anatômica, a MN permite o diagnóstico pela avaliação funcional, sendo possível detectar diferentes patologias de forma precoce.

O exame diagnóstico da MN avalia a imagem funcional do órgão em estudo, por isso é possível conhecer o seu comportamento metabólico e a sua funcionalidade. O exame ainda consegue visualizar a imagem do corpo inteiro do paciente para diagnóstico de metástase tumoral.

Alguns radioisótopos emitem radiação beta e quando administrados com altas doses são utilizados para o tratamento de tumores.

Deixe seu comentário sobre o artigo e participe ativamente do Radiologia Blog. Esse trabalho está sendo feito por você.

Até a Próxima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo