Diagnóstico por Imagem

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA, Como Funciona? Entenda Mais Sobre o Exame. Tudo Sobre Tomografia

Tomografia Computadorizada, Saiba Tudo!

Olá pessoal, a tomografia computadorizada é uma modalidade do Diagnóstico por Imagem que permite a visualização de estruturas em forma de cortes. As imagens são captadas por um equipamento e transmitidas para um computador, onde é possível visualizar a imagem nos planos sagital, coronal e axial. Com a tomografia também é possível fazer a reconstrução de uma imagem em 3D. Veja também quais são os exames de tomografia computadorizada.

Formação de Imagem na Tomografia Computadorizada

tomografia Computadorizada
tomografia Computadorizada

O princípio de formação de imagem da tomografia computadorizada é o mesmo da radiografia. O Raios-X é energia utilizada na tomografia. A energia é produzida na ampola, um conjunto detectores giram em torno do paciente e capturam as imagens.

Na tomografia computadorizada, o tudo de raios-x gira 360º em torno da estrutura desejada para o exame. A imagem obtida é chamada de tomográfica, isto porque a tomografia em grego significa “tomo = cortes” e “grafia = escrever”, ou seja, as imagens são obtidas em cortes ou fatias.

Ainda no equipamento do lado oposto ao tubo de raios-x tem um sistema detector de fótons que gira junto com o feixe de raios-x. Nos tomógrafos mais modernos, o sistema detector é fixo.

A quantidade de fótons capturados pelos detectores vai depender da espessura e da capacidade do objeto de absorver a energia dos raios-x. Depois de capturar a interação dos raios-x com o corpo do paciente, os detectores transformam os fótons em sinal analógico. Através de sistemas computadorizados, o sinal analógico é convertido em sinal digital e é processado para formar a imagem que será pós-processada digitalmente.

Os Processos de Formação de Imagem na Tomografia

A formação da imagem na tomografia computadorizada acontece em dois processos:

Escaneamento

O tubo de raios-x gira ao redor do paciente e o feixe é atenuado, diferenciando as estruturas com a interação da energia com o corpo. Os detectores são atingidos por uma quantidade diferenciada de fótons. Em cada momento em que os fótons chegam aos detectores, os detectores medem o logartimo da intensidade do sinal analógico.

Reconstrução

Os sinais analógicos (fótons) são lidos pelos detectores e enviam este sinal para um conversor digital no sistema computacional. Os sinais são convertidos em sinais digitais e em seguida é produzida a imagem.

Como Funciona o Tomógrafo

Tomógrafo
Tomógrafo

O aparelho de tomografia ou tomógrafo é formado por um tubo de raios-x conectado a um sistema de detectores. Este conjunto gira 360º em torno do paciente. De acordo com a densidade dos tecidos, o feixe de raios-x será atenuado. Após esta interação, o feixe atinge os detectores.

A cada giro de 360º é produzido um conjunto de sinais analógicos que são transmitidos para o sistema computadorizado, onde são transformados em imagem. A mesa também se movimenta, criando posicionamentos perfeitos para o corte tomográfico desejado para o exame determinado.

Componentes do Tomógrafo

Os tomógrafos possuem dois sistemas principais, o sistema de varredura e o sistema computacional. O sistema de varredura é responsável pela parte operacional do exame, onde serão obtidas as informações da imagem.

O sistema computacional é responsável por transformar as informações adquiridas durante a varredura em imagens para o diagnóstico.

Além destes dois sistemas, existe ainda a mesa computadorizada, que se movimenta de acordo com o exame que será realizado, o console que é o centro operacional que controla o procedimento do exame, a estação de trabalho que será onde o médico radiologista irá visualizar o exame e ainda a impressora para documentar as imagens do exame.

O sistema de varredura é composto pelo:

  • Gantry;
  • Tubo de RX;
  • Colimador;
  • Gerador;
  • Detectores;
  • Sistema de Aquisição de Dados.

O sistema computacional é composto pelo:

  • Sistema de processamento de imagens;
  • Sistema de reconstrução de imagens.

Nos próximos artigos vamos conhecer mais sobre a qualidade de imagem, as gerações dos tomógrafos, protocolos de exames e muito mais sobre tomografia computadorizada.

Até a próxima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo