Diagnóstico por Imagem

Conheça o Exame Radiológico Fistulografia

Saiba Tudo Sobre a Fistulografia

Olá pessoal. Peço desculpas pela minha ausência durante estes 3 meses. Estava sobre carregado com aulas, palestras, viagens e eventos. Mas, estou de volta e hoje volto para abordar o exame FISTULOGRAFIA. A FISTULOGRAFIA caracteriza-se pelo estudo radiológico NÃO anatômico. E o exame é solicitado para que se possa avaliar o trajeto, extensão e diâmetro destes trajetos fistulosos.

Fístula
Fístula

Procedimento

O procedimento deve ser cuidadosamente realizado para evitar o extravasamento do contraste. Com uma sonda vesical (o tamanho pode variar de acordo com o diâmetro e localização da fístula), introduzimos a ponta da sonda na abertura externa da fístula.

Não se deve introduzir toda a sonda, apenas o suficiente para que o contraste possa percorrer o trajeto da fístula. Promovendo-se para isto a perfeita obliteração do orifício pelo qual o contraste será injetado, logo após a injeção do meio de contraste são realizadas radiografias para registrar a área de interesse.

Incidências

Não existe uma regra fixa de quais incidências devem ser realizadas num exame de fistulografia. Muito menos quantas radiografias serão realizadas. Tanto as incidências quanto a quantidade de radiografias, irá depender muito da região em que o exame está sendo realizado.

Devem-se realizar incidências que mais favoreça a visualização do trajeto fistuloso, sem que a mesma seja prejudicada com sobreposição óssea ou demais estruturas que possam a vir prejudicar a visualização do contraste dentro do trajeto. Portanto, fica a critério do profissional que está realizando o exame (ou do médico radiologista), decidir por AP, PA, Lateral ou Oblíqua.

A quantidade de contraste injetado, também pode variar de exame a exame. Na maioria das vezes, iniciamos com uma seringa de 20 ml a qual injetamos devagar e com muito cuidado.

Não se deve injetar mais contraste caso ocorra extravasamento do mesmo, o que pode prejudicar a qualidade da imagem com artefatos de extravasamento.

Região do Exame

Em qualquer parte do corpo, onde exista fistula cutânea com secreção. Embora seja muito mais comum encontrar fístulas próximas á região anal.

Tipos de Fístulas

Cega – apenas interna, entre órgãos ou vasos sanguíneos;

Incompleta – apenas externa, com efeito, mais localizado;

Completa – tanto entre órgãos quanto entre o meio externo;

Ferradura – (conecta o ânus com a superfície da pele, após desviar do reto).

Exemplos de regiões de fístulas:

Fístula
Fístula
Fistulografia
Fistulografia

Fístulografia

Exame de Fistulografia
Exame de Fistulografia

 

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo